segunda-feira, 6 de outubro de 2008

HISTÓRIA DE PERDÃO


Conta-se que, em alguns séculos atrás, no tempo da escravidão, aconteceu um fato comovente e marcante, que serve de exemplo para nós cristãos.
Um jovem de 16 anos foi vendido como escravo, e como todo bom trabalhador ele desenvolvia seu trabalho com coragem e dedicação. Com isso, foi ganhando a confiança do seu patrão, que logo percebeu que aquele jovem era diferente, pois de fato, ele era um jovem cristão. Passaram-se alguns meses, o patrão precisou fazer uma viagem a negócios; Mas antes de viajar, precisava deixar alguém responsável para cuidar dos negócios, ou seja, a compra e venda de escravos. E não encontrou outra pessoa que tivesse o caráter e confiança e responsabilidade que tinha aquele jovem. Então o chamando, disse: vejo que você é capaz de administrar os negócios enquanto eu volto; tenha cuidado para não comprar escravos velhos, doentes e fracos que não tenha condições de trabalhar. O patrão seguiu sua viagem e o garoto administrava de forma perfeita como foi instruído. Após alguns dias o patrão volta, e para sua surpresa, depara-se com uma cena inesperada; o Jovem havia comprado um homem velho, doente, sem força; e além do mais, estava numa cama especial sendo bem tratado pelo garoto. O patrão sem entender o que estava acontecendo, pergunta: este homem é seu pai ou algum parente seu? Não senhor, responde o garoto. Então porque você desobedeceu minhas ordens e comprou esse homem nessa situação? Então o garoto respondeu: ”é que quando eu era pequeno presenciei esse homem esfaquear e matar minha mãe na minha frente. Mas como sou um cristão, tenho uma bíblia que diz “Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.( RM 12:20,21); e é isso que estou fazendo com ele.”
Aqui vemos um exemplo de perdão,
Muitas pessoas não perdoariam, como esse garoto o fez. Não é fácil perdoar, e quanto maior a intimidade que temos com aquele que peca contra nós, mais difícil é perdoá-lo. As Escrituras nos ensinam, contudo, que a má vontade em perdoar os outros nos retira o perdão divino. Jesus ensinou: "Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas" (Mateus 6:14-15).
Desde que todos os indivíduos responsáveis diante de Deus necessitam de perdão, é portanto indispensável que entendamos e pratiquemos o perdão. Medita nestas palavras e ore assim: “Senhor, vê se há em mim algum caminho mal, e guia-me pelo caminho eterno”
Um forte abraço e fiquem com Deus.

Um comentário:

Jean disse...

PERDÃO, isso sim é o remédio que toda humanidade precisa.

Parabéns meu irmão, magnífico post.